Qual a importância dos números para Deus?

condeno

É algo comum as pessoas avaliarem nossa vida pelos números. Quanto você ganha? Quantos países você já viajou? Quais são os resultados que pode me apresentar? Quantos livros já escreveu? Quantos carros tem? Quantos, quantas, resultados, metas, objetivos. Ficamos presos aos resultados aos números, mas será que realmente precisamos deles para que outros precisem de nós? Percebo um desespero que entrou dentro das igrejas, atingido o altar e não poupando a congregação. Ei, eu tenho resultados, já fiz isso, tenho aquilo e aquilo outro. Quantas pessoas tem a sua igreja? Já pregou em quantas igrejas? Já vendeu quantos CDs? Quantos likes tem a sua página?

Proponho uma analise com a lente bíblica sobre este importante assunto: Será que Deus nos avalia por causa dos números? Qual a importância deles para Deus?

Ser uma benção ou ter uma benção?

Eu farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu, sê uma bênção. Genesis 12.2

Para uns distraídos ser e ter parecem a mesma coisa, entretanto há um abismo que separa o que somos do que temos. Alguém disse uma vez: Que existem pessoas que são tão pobre, mas tão pobres que a única coisa que tem é dinheiro e mais nada.

O chamado de Abraão foi para ser uma benção, o chamado de Jeremias foi para ser um profeta, propôsito de Jesus foi para cumprir uma missão, imaginem se existissem jornalistas no lugar da Caveira e pudesse perguntar para o carpinteiro:

  • Quais são seu números? Onde estão todos os seus discípulos?
  • Onde estão as milhares de pessoas que você alimentou?
  • No final do seu ministério onde está seus resultados?

Ele abriu a sua igreja e com 3 anos de ministério fechou. Ele é Jesus, o filho de Deus morreu sem deixar numeros, resultados ou metas. Um traidor e 11 medrosos que fazem os “números” de Jesus reduzirem a quase nada. Mas o que será que Deus deseja também mostrar na crucificação?

Deus não quer resultados, deseja obediência.

O rei Saul e seus homens tinham uma missão dada por Deus para obedecer, entretanto contrariando a ordem divina, desejaram ficar com os “resultados” da vitória contra o Rei Agague

“o melhor das ovelhas e das vacas, e as da segunda ordem, e aos cordeiros e ao melhor que havia, e não os quiseram destruir totalmente; porém a toda a coisa vil e desprezível destruíram totalmente.” I Samuel 15.9

Saul queria ter e mostrar os “louros” da vitoria para seu povo, as vezes desejamos que as pessoas “vejam” que somos vitoriosos, abençoados e prósperos. Que estamos comendo uma boa comida, estamos num famoso restaurante, estamos viajando com frequência, somos felizes porque temos resultados para mostrar. Mas porque? para que? Somos escravizados pelos  resultados, dos números, dos likes, das fotos. O propósito de Deus é que sejamos obedientes a sua vontade e chamado e isso não quer dizer obrigatoriamente que teremos sempre resultados para mostrar para validar aos olhos dos outros que somos bons. 

Deus não pede resultados, deseja obediência.

“Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.” 1 Samuel 15:22

A sede insaciável dos números nos fazem sacrificar nosso tempo, nosso dinheiro, nossa saúde, e ate nossa família, vemos missionários, pastores, obreiros se sacrificando pela obra de Deus, com o intuito de ter resultados para mostrar aos outros. A maior igreja da cidade, o melhor grupo de louvor, o melhor pastor da região, o melhor e maior seminário. Deus deseja obediência a sua vontade, uma missionaria com graves problemas de saúde, insiste em fazer longas viagens missionarias sem conseguir ministrar a palavra, aconselhar ou visitar as pessoas no campo, que proveito tem? Será que o “sacrifício” está agradando ao Senhor, será obediência a vontade de Deus esta viagem? 

Deus não compara resultados, deseja obediência.

Deus não compara resultados, deseja obediência.
Noé ou Jonas quem foi mais “homem de Deus”?

Segundo os melhores Teólogos, II Pedro 2.5 chama Noé de pregoeiro da justiça em Genesis 6.3 diz que a humanidade duraria 120 anos antes do diluvio, entendemos então que Noé durante 120 anos como pregador da justiça pregou e acrescento que em Genesis 6.9 Noé foi chamado de homem justo e perfeito em suas gerações; Noé andava com Deus. Um homem justo, perfeito que andava com Deus e pregou por 120 anos e nenhuma alma se arrependeu.

Jonas fugiu da ordem divina, pregou contrariado, com a mensagem cerca de 200.000 pessoas se converteram ao Senhor, Jonas ficou chateado com a conversão deles. Mas vamos aos “maravilhosos” números:

VAMOS ANALISAR:

NOÉ
/Genesis 6.9
  • Pregou por 120 anos
  • 07 pessoas salvas
  • Andava com Deus
  • Justo
  • Perfeito
  • Andava com Deus
JONAS
/Livro Jonas
  • Pregou por 03 dias
  • 200.000 pessoas salvas
  • Conhecido como ``missionário rebelde``
  • Pregou contrariado
  • Ficou triste com as conversões

CONCLUSÃO

Vivemos num mundo marcado pelos números, dados, estatísticas, relatórios. Lembre-se que a maior empresa do mundo (google) trabalha principalmente com isso. Mas sendo chamados por Deus precisamos entender que não podemos permitir ser escravizados ou guiados por isso. Procure ser o melhor que Deus deseje que você seja, seja fiel ao chamado do Senhor para sua vida, família e ministério, seja feliz em Cristo. Que a vontade do Senhor seja realizada em sua vida. Se precisa de ajuda, aqui estaremos para orientar. Deus abençoe sua vida!

Não precisamos dos números para que as pessoas precisem de nós! Liberte-se desta pressão e seja realizado em Deus. Obedeça a Ele!

Comments

comments

Share

Comments

  1. Toda a razão.Embora se saliente que há numeros que nao são importantes para Deus mas que se tornam importantes quando inclusos num mercado de trabalho, por exemplo.Tudo tem limites é claro e eu creio que há uma grande distacia, eventualmente, entre a expressão interior de cada um e a interpretação dada pelos de fora.Contudo no essencial entendo a mensagem.Obrigado e um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *